Blog

Biometria facial aplicada para o setor aéreo – Agile Squads

Por: Dextra, março 17, 2020

Facilitando a jornada de passageiros em aeroportos, o projeto que utiliza biometria facial entra em funcionamento em Pequim (China).

Ícone com uma tag html, mobile, desktop e armazenamento em nuvem.

Agile Squads

Sobre o cliente
Nosso cliente é líder mundial em comunicação e soluções de TI para o setor aéreo. Atuando direta ou indiretamente em 95% dos voos internacionais do mundo, promove desde plataformas para operações críticas até soluções de UX/UI para os passageiros. Atualmente, atende mais de 2800 clientes entre governos, aeroportos e companhias aéreas em 197 países.

O desafio
A jornada de passageiros dentro dos aeroportos, desde o check-in até o embarque na aeronave, é alvo constante de reclamações por demora, filas e burocracia. Uma jornada tradicional envolve basicamente quatro momentos: check-in, despacho de bagagem, acesso à área de embarque e momento de embarque.
Em cada um destes pontos, o passageiro precisa apresentar cartão de embarque e documentos pessoais para conferência pelo staff, tanto do aeroporto como das companhias aéreas. Isto impacta diretamente tanto no tempo do processo, podendo gerar filas, como na quantidade de pessoal necessário para estas operações.

A solução
A solução desenvolvida pelo cliente em parceria com a CINQ oferece a possibilidade de cadastramento biométrico facial como documento para a jornada de embarque. No momento do check-in, diretamente em um totem de autoatendimento, o passageiro realiza seu cadastro com a biometria facial, gerando um token único para toda a jornada. Deste ponto em diante, o rosto do passageiro é o seu principal documento.
Com o uso desta solução, todo o processo de despacho de bagagens, passagem por pontos de checagem para acesso às áreas de embarque e portão de embarque, não exigem mais a apresentação de qualquer documento físico.
Com uma câmera de alta qualidade que realiza a validação do rosto do passageiro, ele e seu voo são automaticamente identificados. Assim, os portões se abrem automaticamente de acordo com as permissões de acesso que a sua passagem permite.
CINQ desenvolve projeto de biometria facial para o setor aéreo
Para atingir este objetivo, foi realizado um extensivo trabalho na otimização de UX (User Experience) para o cadastramento do usuário e para a sua validação. Implementações compatíveis com ambientes CUSS (Common Use Self-Service) e CUTE (Common User Terminal), específicos para o mercado aeronáutico, e adaptações para mercados locais, como o da China neste caso.
Como resultado, o projeto recebeu o reconhecimento de “Melhor Software Delivery de 2019” pela empresa cliente.
Tecnologias utilizadas
CINQ desenvolve projeto de biometria facial para o setor aéreo
Resultados obtidos

  • Utilização da biometria facial como documento;
  • Redução da quantidade de documentos necessários no processo;
  • Otimização do processo de check-in e embarque;
  • Redução do tempo gasto pelo passageiro dentro do aeroporto;
  • Redução do staff necessário tanto dos aeroportos como das companhias aéreas.

 

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.