Tecnologia

Flutter: conheça as vantagens de desenvolver em linguagem híbrida

Por: Dextra, junho 18, 2021

Ainda que recente — a primeira versão foi lançada em 2017 —, o Flutter tem se destacado por ser um framework estável e multiplataforma. O kit de desenvolvimento open source criado pelo Google apresenta interface amigável e possibilita construir, com base de código única, aplicativos móveis, simultaneamente, para os sistemas operacionais Android e iOS, além de web. 

Justamente por tais facilidades ele conquistou profissionais e virou hype. “Todos que já trabalharam com Android ou iOS vão se sentir confortáveis ao usá-lo; há uma facilidade de adaptação, com abundante documentação e material para aprender”, assinala Erick Zanardo, DevMaster na Dextra. 

Tablet Landing Page Flutter

 

 

Por que você deveria apostar nessa tecnologia para evoluir seu negócio?

Diferentemente de outras plataformas, o Flutter se integra diretamente com o sistema operacional, o que permite um ótimo desempenho e estabilidade. 

“O mercado busca faz tempo uma ferramenta multiplataforma, até porque é caro manter dois times, cada um para desenvolver para uma plataforma distinta”, diz Luis Lima, Estrategista Digital da Dextra. 

A fim de manter o desempenho e a fluidez nativa no iOS e Android, o Flutter analisou as principais diferenças entre as plataformas e incorporou implementações de funcionalidades mais críticas na suíte de widgets, tais como scrolling, navegação, ícones e fontes. Com relação a interfaces, ele mantém a experiência de aplicativos nativos, por meio de uma  arquitetura em camadas que permite personalização de layouts e designs flexíveis.

A fácil integração dentro de aplicativos nativos já existentes possibilita uma migração gradual, permitindo que a evolução técnica ande em conjunto com a entrega de valor. “O Flutter tem performance nativa ou muito próxima da nativa”, destaca Tyemy Kuga, Tech Lead na Dextra.

Na vanguarda

A Dextra trabalha com Flutter desde o lançamento da sua versão estável em 2018, tendo, inclusive, sido o hub do hackathon em 2019 e sediando o evento da comunidade no Brasil. Na categoria apps para iniciantes, um time da empresa ganhou com um aplicativo de jogo interativo pelo qual as pessoas aprendem Flutter com desafios criados pela comunidade.  

Com a chegada do Flutter, a Dextra, que já acumulava conhecimento e expertise em desenvolvimento móvel para diversos clientes, passou a contar com mais uma ferramenta. Uma prova de que a empresa acompanha atentamente o mercado e as novas tecnologias, testando-as e incorporando aquelas que fazem sentido.

A Dextra já tem exemplos de casos de uso de Flutter com clientes como Embraer, Qualicorp, Duratex, iFood e SumUp. 

Para a Qualicorp, por exemplo, a Dextra migrou um aplicativo nativo para Flutter com objetivo de trabalhar com uma linguagem multiplataforma e, assim, poder contar com um único time para manter os dois sistemas operacionais, em vez das duas equipes que seriam necessárias.  

O investimento aportado para migrar para Flutter, no longo prazo compensa, pois, em vez de duas aplicações nativas, que requerem duas bases de código para fazer atualizações e dois times, passa-se a ter um campo único com linguagem híbrida. A orientação para quem está pensando em usar Flutter é planejar uma migração gradual dos aplicativos nativos e adotar a nova plataforma quando fizer sentido ao negócio. Como Flutter funciona bem em conjunto com a linguagem nativa, é possível manter distintas funcionalidades em diferentes plataformas.  

 

Tablet Landing Page Flutter

 

 

Por que você deveria apostar nessa tecnologia para evoluir seu negócio?

Posts relacionados

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.