Cultura Ágil

Papel do Tech Lead em times ágeis

Por: Dextra, setembro 1, 2020

Com o crescimento e evolução dos times ágeis de tecnologia, novos papéis surgem para garantir o bom andamento de todos os processos. Um nome bastante ouvido ultimamente é o do Tech Lead, mas poucos sabem qual é de fato a função desse profissional na equipe. Vem comigo que vou trazer um pouco mais sobre qual é o papel de quem ocupa essa posição. 

Localizando no time a função do TL

Existem algumas funções que são bastante comuns em times ágeis:
POs: Os POs são responsáveis pelo produto e por garantir que as expectativas dos usuários finais são atingidas. 
GPs: Os GPs cuidam da motivação da equipe, do cliente, alocações, custos, conflitos, etc.
Seniors: Os Seniors são responsáveis pela parte técnica e qualidade de código do projeto. 
Tech Leads: Acabam sendo os mais generalistas de todos os cargos citados até agora. Apesar de terem background fortemente técnico e serem geralmente Seniors até então, acabam deixando de olhar apenas para o código e começam a ampliar sua visão para olhar outros pontos do projeto, como por exemplo:

  • Conhecer as regras de negócio do cliente de forma mais aprofundada 
  • Fazer uma espécie de ponte entre os times técnicos e de negócio
  • Levantar riscos e garantir que serão mitigados da melhor forma possível
  • Levantar requisitos e garantir que serão respeitados 
  • Motivação da equipe com o projeto
  • Tirar blocks do time tanto técnicos como de negócio
  • Ser o “chato” do time quando necessário
  • Facilitar o dia a dia da sua equipe propondo processos e ferramentas
  • Promover processos e ritos internos, principalmente os técnicos como estimativas, definições técnicas, gitflow, mapeamento de débitos técnicos, etc
  • Olhar o projeto de cima, sempre o vendo como um todo 

Principais responsabilidades

Promover ritos internos no time

Uma função importante desse profissional, é promover discussões técnicas e processos visando a maior eficiência da equipe. Propor um processo de estimativas mais assertivo. Promover reuniões de definições técnicas antes do desenvolvimento se iniciar, para que todo o time participe das definições de cada solução técnica evitando individualidades dentro do projeto e permitindo que todos do time conheçam o código e as implementações.

Coaching

Muita vezes uma função muito importante exercida pelo Tech Lead é o coaching. Devido a sua experiência, em muitos momentos ele pode ajudar na evolução dos seus colegas de time, dando dicas e feedbacks no dia a dia tanto técnicos como de soft skills.

Conhecer seu time

O Tech Lead precisa conhecer bem a sua equipe e as características de cada desenvolvedor para conseguir tirar o melhor do talento e capacidade de cada um deles e de todos eles unidos, sempre buscando a maior eficiência do time sempre! 

Métricas de performance do time

Para conhecer melhor sua equipe, muitas das vezes apenas o “achismo” não seja o termômetro ideal. Portanto ter métricas de como está andando a performance do time é muito importante para medir o tamanho dos compromissos que podemos fazer com o cliente, além de conseguir medir a eficácia de novas idéias e ferramentas aplicadas visando aumentar a produtividade. 

Blindar o time e negociar com o cliente

Devido a proximidade com o cliente e com o time técnico, muitas vezes é função do Tech Lead além de entender as demandas, conhecer a capacidade de produção de sua equipe e negociar prazos e soluções com o cliente. Muitas das vezes os prazos são curtos e negociar com criatividade, funcionalidades mais simples que exijam esforço menor e que caibam dentro do prazo ainda trazendo o resultado esperado, sem sacrificar o time, muita das vezes é papel desse profissional.

Principais perguntas 

Tech Lead é um arquiteto ? 

Claro que os nomes dos cargos e funções variam bastante de empresa para empresa ou até mesmo de projeto para projeto. Mas a principal diferença entre o arquiteto e o Tech Lead, é que o Arquiteto mesmo que às vezes consulte a opinião dos outros desenvolvedores, muitas das vezes toma decisões pelo time e os outros desenvolvedores apenas acatam. O Tech Lead muito pelo contrário, propõe discussões técnicas e guia o grupo na tomada de decisões conjuntas para o bem do cliente e do projeto. Isso o torna líder e não uma espécie de “chefe” da equipe.

Preciso saber de tudo para ser Tech Lead ?

Quando se tratam de cargos técnicos mais vistosos como um cargo de Sênior, líder técnico, entre outros, pode gerar uma expectativa de que para chegar a um cargo desse nível você precisa saber tudo. Mas é humanamente impossível saber tudo e na verdade o esperado de um Tech Lead não é necessariamente saber a informação necessária e sim onde encontrá-la. Então geralmente mesmo quando não sabe exatamente a resposta, ele sabe te falar quem sabe ou mesmo te passar pelo menos uma idéia do que pesquisar para achar a resposta.

Tech Lead precisa ser vidente ?

Obviamente o Tech Lead não é nenhuma espécie de vidente, mas ele tende a tentar sempre que possível, prever possíveis riscos futuros, ou dificuldades e tentar minimizá-los sempre que possível evitando sempre que o time se veja bloqueado ou que o projeto passe por dificuldades. As principais meta do trabalho desse profissional na maioria das vezes vai ser:

  • Qualidade e segurança do projeto
  • Eficiência da equipe: time parado por blocks é a última coisa que ele quer! Portanto preveja as necessidades do seu time e as resolva antes que se tornem blocks no futuro

Tech Lead tira a autonomia do time ?

Uma dúvida bastante comum em relação a esse papel é se o time pode perder autonomia. O papel do Tech Lead é de ser um facilitador e ajudar a equipe da melhor forma possível e não atrapalhar. Se o time sente que perdeu autonomia e que isso está impactando negativamente, talvez falte alinhar melhor os papéis. Não existe uma fórmula infalível e cada projeto tem suas necessidades próprias que precisam ser alinhadas entre seus integrantes. Todos devem ter voz no grupo, participar das decisões e o time sempre será o responsável pelos acertos e erros. O Tech Lead é só mais um integrante da equipe e apesar do cargo hierarquicamente mais alto, sua atuação não deve ser feita de forma individualizada nem ditadora. Caso contrário o papel deixa ser de Tech Lead e se torna o de “dono do time”. E como dizia Clarice Lispector, e dessa vez nem é uma citação furada de meme, “sozinho você pode até chegar mais rápido, mas acompanhado você vai mais longe” . 
Concluindo, o Tech Lead é mais uma das funções que surgiram com os times ágeis e os projetos de tecnologia e que pode ser uma opção interessante de carreira para quem gosta de fazer esse tipo de atuação na equipe. Uma frase que gostaria de deixar como resumo da obra é que dentre tudo o que foi exposto aqui, no fim das contas a principal missão do Tech Lead, é mais do que produzir código, é ajudar um grupo de pessoas a trabalhar de forma colaborativa, extrair o melhor delas e produzir soluções incríveis.

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.